Salvador vai sediar, nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro, o Festival do Turismo Cultural da Baía de Todos-os-Santos. Realizado pela Secretaria do Turismo da Bahia (Setur), no Passeio Público, o evento apresentará atrativos de uma das principais zonas turísticas do estado e também fomentará a geração de negócios.

Com acesso gratuito, o festival terá sete áreas de convivência e propósitos diversos. Dentre os destaques estão a Tenda das Manifestações, onde grupos culturais farão apresentações – pequenas mostras que visam à divulgação das tradições e oferta de serviços para eventos e receptivo a turistas, etc.

A gastronomia típica também estará em evidência. A Cozinha BTS vai apresentar a culinária regional, degustada na praça de alimentação montada para a venda de diferentes quitutes que preservam a identidade baiana.

O Teatro Vila Velha receberá o Núcleo do Conhecimento, com palestras e debate de temas voltados para inovação em turismo, e o Espaço Conecte-se, onde empresários e fornecedores poderão trocar informações e fechar parcerias comerciais.

O Festival do Turismo Cultural da Baía de Todos-os-Santos é parte das ações do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur Bahia), capitaneado pela Setur e financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Organizado em parceria com o consórcio GKS/DAVENTURA, o evento reunirá os 18 municípios da zona turística beneficiados pelas ações do Prodetur, que visa à ampliação do fluxo de visitantes e geração de empregos formais e incremento de renda na região.

Segundo o secretário do Turismo da Bahia, Fausto Franco, o festival é uma espécie de prova para os municípios e grupos produtivos de gastronomia, artesanato e manifestações culturais que participaram, durante mais de um ano, das qualificações do Prodetur, voltadas para a produção associada ao turismo (inserção de produtos e serviços locais na cadeia produtiva).

“Vamos apresentar ao público final o nosso melhor e também oferecer contatos e oportunidades de negócios para os grupos produtivos da Baía de Todos-os-Santos”, explica Franco.