Aratuípe

Caracterização

Elevada à condição de cidade em 1891, Aratuípe está localizada na Baía de Todos-os-Santos, entre os municípios de Nazaré e Santo Antônio de Jesus. É em Aratuípe que se encontra o distrito de Maragogipinho, berço da cerâmica baiana. O município é responsável por uma parcela representativa da produção de artesanato do estado, com peças tradicionais de barro, como cestos entrelaçados preenchidos com pequenas contas, conchas, pedras ou feijões, além de talhas, porrões, moringas, louças diversas e objetos de decoração feitos em tornos manuais e assados no forno, também artesanal. Aratuípe mantem viva a tradição de confeccionar peças em barro que apresentam em sua forma nítidas influências indígenas e portuguesas.  Além das olarias locais, a arte pode ser vista durante a Feira dos Caxixis, que acontece anualmente na cidade de Nazaré, no período da Semana Santa e recebe artesãos e visitantes de inúmeras partes do país e do exterior e conta com muitas atrações da cultura popular.

História

Sua origem remonta à Aldeia de Santo Antônio, pertencente ao município de Nazaré e organizada no século XVI para catequizar os índios da região. A localidade chegou a ser visitada até por D. Pedro II, em novembro de 1859. Em 1890 foi elevada à condição de vila e em 1890, sendo posteriormente transformada em cidade.

Economia

Economia local é baseada principalmente na produção artesanal de produtos cerâmicos, como potes, panelas, telhas e tijolos e na extração de piaçava e dendê e culturas agrícolas.

População

8.520 habitantes

Oferta hoteleira

Não há meio de hospedagem cadastrado no MTur

Gastronomia

Artesanato

Municípios beneficiados