São Félix

Caracterização

São Félix tem como dote a estação ferroviária e o cais do Paraguaçu e é capaz de proporcionar ao turista curioso um atrativo bastante interessante que é conhecer todas as etapas para se confeccionar o charuto, desde a plantação a embalagem e distribuição – já que é uma fabricação artesanal realizada exclusivamente por mulheres, na Fábrica de Charutos e Centro Cultural Dannemann. São Félix está cravada entre o rio e a serra. Do lado direito tem o Paraguaçu, rio que reflete a imagem da cidade vizinha, Cachoeira. Do lado esquerdo, tem um dos mais belos visuais da região: um grande morro, que pode ser mais explorado quando subimos a estrada íngreme e cheia de curvas, a qual dá acesso ao município de Muritiba. A cidade teve importante função de terminal tropeiro, pois dela partia a “Estrada das Minas”, que passava por Rio de Contas, na Chapada Diamantina, chegando até Minas Gerais e Goiás, usada pra fazer transporte de diversos tipos de cargas.

População

31.964

Oferta hoteleira

Meios de hospedagem: 2

UH’s: 38

Leitos: 105

História

Com história muito parecida à de Cachoeira, foi durante o século XVIII e primeira metade do século XIX que a povoação de São Felix experimentou seu maior desenvolvimento, resultante da atividade comercial. Por muito tempo, a área que margeia o Rio Paraguaçu abrigou depósitos e armazéns de fumo e três grandes fábricas de charuto, que deram ascensão econômica à região.

Economia

Serviço

Gastronomia

Artesanato

Municípios beneficiados